... coisas doces-agri-doces!


... coisas doces-agri-doces!



~ compotas e chutneys artesanais ~

“cá se fazem…” nasceu doce, em Maio de 2010, da sabedoria das receitas tradicionais com a delícia dos frutos da terra, cuidadosamente escolhidos, fazendo as coisas de bem com a natureza.

por opção, escolheu fazer as nossas conservas de modo artesanal, sem qualquer aditivo conservante ou corante, porque quer manter inalterado o amor que dedicamos a todos os pormenores da confecção:

100% caseiro
100% bem-querer
100% frutos da terra
50% açúcar

e porque o objectivo é conseguir com que todos os nossos clientes disfrutem dos pequenos (grandes) prazeres que lhes propomos, todas as compotas e chutneys do "cá se fazem..." podem ser confeccionadas com redução da quantidade de açúcar ou com qualquer outro adoçante.

do porto tem chegado a todo o lado, com encomendas entregues pessoalmente ou por correio. e o blog veio para ajudar... a crescer!

quem nos segue por cá

1 de maio de 2013

cá se fazem... panquecas de perder a cabeça!








































se é para perder a cabeça, que seja logo com um pequeno-almoço rico em fibras e um sabor delicioso a pêssego!
o segredo está numas colherinhas de compota do "cá se fazem..."

ingredientes
125g de farinha integral
2 ovos
20g de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
1/2 copo de leite
6 colheres de sopa de muesli
6 colheres de sopa de compota de pêssego do "cá se fazem..."
q.b. compota de pêssego do "cá se fazem..." (para barrar)

preparação
1. Misturar o açúcar com a farinha
2. Juntar os ovos, mexer bem
3. De seguida juntar o leite, mexendo sempre
4. Depois, adicionar o azeite extra-virgem
5. Por fim, adicionar o muesli e a compota de pêssego do "cá se fazem..." (ou outra que mais gostem)
6. Quando a mistura estiver homogénea está pronta para ir à frigideira para passar de ambos os lados
7. et voilà... panquecas lindas, integrais e pouco calóricas para barrar com compota de pêssego do "cá se fazem...", para juntar e comer duas a duas!

Sem comentários:

Enviar um comentário