... coisas doces-agri-doces!


... coisas doces-agri-doces!



~ compotas e chutneys artesanais ~

“cá se fazem…” nasceu doce, em Maio de 2010, da sabedoria das receitas tradicionais com a delícia dos frutos da terra, cuidadosamente escolhidos, fazendo as coisas de bem com a natureza.

por opção, escolheu fazer as nossas conservas de modo artesanal, sem qualquer aditivo conservante ou corante, porque quer manter inalterado o amor que dedicamos a todos os pormenores da confecção:

100% caseiro
100% bem-querer
100% frutos da terra
50% açúcar

e porque o objectivo é conseguir com que todos os nossos clientes disfrutem dos pequenos (grandes) prazeres que lhes propomos, todas as compotas e chutneys do "cá se fazem..." podem ser confeccionadas com redução da quantidade de açúcar ou com qualquer outro adoçante.

do porto tem chegado a todo o lado, com encomendas entregues pessoalmente ou por correio. e o blog veio para ajudar... a crescer!

quem nos segue por cá

3 de março de 2012

tangerina... pura delícia da língua!

compota de tangerina, o novo sabor do cá se fazem...


























(...)
ó música de meus sentidos,
pura delícia da língua;
deixai-me agora falar
do fruto que me fascina,
pelo sabor, pela cor,
pelo aroma das sílabas:
tangerina, tangerina.


Eugénio de Andrade | Frutos

2 comentários:

  1. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    CA SE FAZEM...

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA, TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

    José
    Ramón...

    ResponderEliminar